Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
domingo, 18-02-2018
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksPromoçãodaleitura

Promoção da leitura

Promoção da leitura
                  

Sob diferentes formas organizacionais, os países desenvolvidos consideram a promoção da leitura e a aquisição e consolidação de hábitos de leitura entre os mais novos como uma missão prioritária. Esta preocupação é sustentada por  diferentes estudos, como A dimensão económica da literacia em Portugal: uma análise  ou os dados anualmente divulgados pelo programa PISA (Programme for International Student Assesment) da OCDE sustenta, é considerada uma tarefa que cabe a todos e a cada um de nós, dos cidadãos aos respectivos governos, e justifica o investimento regular e consensual em campanhas mediáticas de incentivo à leitura, dirigidas a crianças e a adultos (Cf. o vídeo espanhol «Si tu lees, ellos leen»).

Na Europa, a promoção da leitura é realizada por diferentes organizações de que constitui exemplo o sítio EU Read: task force for reading and reading promotion que integra entidades de diferentes países europeus, no caso, a Bélgica, a Alemanha, o Reino Unido, a Itália e a Holanda. Listamos em seguida o trabalho desenvolvido por diferentes organizações nos seguintes países:

Pela sua importância na vida dos profissionais de literacia e de promoção da leitura, não podemos deixar de mencionar também a associação americana International Reading Association.

Em Portugal, a Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas desenvolve o programa de Promoção da leitura, maioritariamente dirigido às Bibliotecas Públicas portuguesas. O Plano Nacional de Leitura (PNL) é, por seu turno, a entidade governamental expressamente constituída para a promover a leitura e o respectivo sítio disponibiliza informação relevante sobre leitura e hábitos de leitura, parte da qual de natureza teórica na página Estudos. Em 2009, foi editado o mais recente estudo sobre a A promoção da leitura nas bibliotecas públicas do nosso país, encomendado pelo PNL ao Observatório das Actividades Culturais. 

De iniciativa não governamental, a Littera – Associação Portuguesa para a Literacia tem como principais objectivos promover a educação no âmbito da leitura e da escrita em todos os domínios, o aumento do nível de literacia e a investigação nesta área. Com o objectivo de promover a leitura entre os mais novos, a Fundação Calouste Gulbenkian edita o sítio Casa da Leitura.

O sítio alemão Reading worldwide pretende divulgar acções, campanhas e projectos levados a cabo em diferentes países do mundo com o objectivo de motivar as pessoas a ler. Este sítio é da responsabilidade do Federal Ministry of Education and Research (BMBF), da  Reading Foundation (Stiftung Lesen) e do German Institute for International Educational Research (DIPF) alemães e conta com o apoio Goethe Institutes de todo o mundo.

De entre os diversos agentes mediadores de leitura que se têm vindo a profissionalizar no nosso país, destacamos:

O colectivo Andante e o seu blogue Conta-me um conto; O bicho dos livros de Andreia Brites e Sérgio Letria; o colectivo Contabandistas; a Associação Cultural Truta.

Outros agentes de promoção da leitura publicam online textos e informação diversa sobre livros, leituras,bibliotecas e promoçaõ da leitura.  Assim,  jornalista José Mário Silva edita um (re)conhecido blogue sobre leituras e promoção da leitura, O bibliotecário de Babel. O poeta José Fanha publica o blogue Queridas bibliotecas. O sítio Bibliotecas, livros, leitura, literacia, de Maria do Sameiro Pedro, professora da Escola Superior de Educação de Beja, inclui uma página com ligações a blogues nacionais e estrangeiros. O grupo de Pós-Graduação em Estudos da Criança - Especialização de Análise Textual e Literatura Infantil da Universidade do Minho edita o blogue Mediadores, livros e leitores.

Mais informação nos tópicos Livros para os mais novos dos Sítios úteis da DGLAB.