Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
quarta-feira, 21-02-2018
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksPesquisaAutores1

Biografia

Biografia
                  

Paulo Osório  
[Porto, 1882 - Graches (arredores de Paris), 1965]  

Paulo Osório
Escritor e jornalista do renome.

Desistiu do curso da Escola Médico-Cirúrgica para se dedicar à carreira literária. Depois de fundar o periódico Alvorada (1896-1897) e de colaborar intensamente em diversos jornais do País, e defensor da política franquista, acabou por fixar residência em Paris, em 1911, onde se tornou colaborador de O Século, correspondente do Diário de Notícias e director, já em 1922, da versão parisiense deste diário, o Paris-Notícias.

Como jornalista, os seus escritos vão desde a crónica panfletária e crítica de costumes à reportagem séria dos principais acontecimentos políticos e sociais do tempo, com realce para o caso do «Angola e Metrópole», na Haia, e as entrevistas com uma série de personalidades belgas, usando, por vezes, os pseudónimos de Jorge Guerner e J. de Almeida.

O seu prestíglo fê-lo ocupar importantes cargos como representante da imprensa portuguesa e latina – por exemplo os de delegado de Portugal no conselho directivo da União Internacional da Associação da Imprensa e da Imprensa Latina, o de presidente do Comité Colonial International de Presse e o de fundador da Association des Journalistes de Langue Portugaise en France.

Entre as suas obras destaca-se a biografia de Camilo Castelo Branco, em que o autor intenta explicar o génio literário deste escritor através da sublimação das tendências criminais dos seus antepassados. Bem aceite por inúmeras figuras prestigiadas da sua época – entre eles Teófilo Braga –, esta obra deu origem a uma prolongada polémica com Miguel Bombarda, que põe em causa, em termos médicos, o exame psicopático de Camilo aí exposto.
in Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, Vol. III, Lisboa, 1994