Bibliotecas Públicas

Bibliotecas Públicas 
Separador Separador Separador
Imagens de bibliotecas públicas 

A biblioteca pública – porta de acesso local ao conhecimento – fornece as condições básicas para a aprendizagem ao longo da vida, para uma tomada de decisão independente e para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais.

A biblioteca pública é o centro local de informação, que torna prontamente acessíveis aos seus utilizadores o conhecimento e a informação de todos os géneros.

Os serviços da biblioteca pública devem ser oferecidos com base na igualdade de acesso para todos, sem distinção de idade, raça, sexo, religião, nacionalidade, língua ou condição social.

 In Manifesto da UNESCO sobre Bibliotecas Públicas

Missão  

No âmbito das suas atribuições, compete à Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB)  planear e apoiar a criação e o desenvolvimento da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas (RNBP).

Para o efeito, a DGLAB apoia os municípios na criação e instalação de bibliotecas municipais, e planeia e desenvolve serviços para as bibliotecas e para os cidadãos em geral, com recurso às tecnologias de informação e comunicação.

Veja aqui uma apresentação, em imagens, das bibliotecas de Rede em 2012.

Enquadramento histórico  

Em 1987, por iniciativa da então Secretária de Estado da Cultura, Teresa Patrício Gouveia, e na sequência do relatório de um grupo de trabalho constituído para o efeito, sob coordenação de Maria José Moura, foi lançado o Programa da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

O primeiro objectivo do Programa era dotar todos os concelhos do País de uma Biblioteca Pública, de acordo com os princípios  e normas estabelecidos internacionalmente. Tratava-se de uma tarefa que, à partida, se revelava difícil, uma vez que em Portugal não existiam praticamente bibliotecas que funcionassem de acordo com esses princípios: serviços diversificados para adultos e crianças, colecções abrangentes e em diferentes suportes, empréstimo domiciliário, livre acesso às estantes, etc.

Desde o início, o Programa baseou-se na criação de parcerias entre a Administração Central e Local, que têm vindo a possibilitar a instalação e a modernização das bibliotecas públicas. Propriedade dos municípios, cada biblioteca integra secções diferenciadas para adultos e crianças e também espaços polivalentes para actividades de animação, colóquios, exposições, etc. No que respeita às colecções, para além de livros, jornais e revistas, as bibliotecas reúnem documentos áudio, vídeo e multimédia, de modo a acompanhar as correntes actuais da literatura, da ciência, das artes, etc. Disponibilizam ainda serviços baseados nas tecnologias de informação e comunicação, sendo o mais generalizado o de acesso à Internet.

Desde o início, a adesão das Câmaras Municipais ao Programa foi elevada, sendo que, volvidos 25 anos da sua  existência, são 261 os Municípios apoiados – quer no Continente, quer nas Regiões Autónomas – estando 201 Bibliotecas inauguradas.

Desde 2004, e na sequência de uma candidatura ao Programa Operacional para a Sociedade do Conhecimento, a DGLAB tem vindo a estender a sua área de actuação à disponibilização de recursos, conteúdos e serviços para as bibliotecas da RNBP e para o público em geral.

No âmbito do apoio obtido foi criado o Portal da Rede de Conhecimento das Bibliotecas Públicas onde, em colaboração com as bibliotecas, se disponibilizam conteúdos e serviços diversificados. De entre estes, podemos destacar o catálogo dos fundos locais das bibliotecas e um repositório de registos bibliográficos, com funcionalidades de importação de registos para utilizadores validados.

 
Copyright © DGLAB 2007-2014 - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por ITEN  |  Referência Bibliográfica
Site optimizado para 1024x768, IE6+, FF2+, Op9.24+
 
 
 
Símbolo de Acessibilidade à Web [D] Level Double-A conformance icon,W3C-WAI Web Content Accessibility Guidelines 1.0